domingo, 2 de dezembro de 2012

Branco no Preto

Há algum tempo que andava para me aventurar a experimentar novas técnicas de desenho e, nestes dias, iniciei-me no desenho com canetas de gel brancas sobre cartolina preta. Gosto bastante do resultado desta técnica, dá uma outra vida ao desenho de linha que eu tanto gosto de usar.

O primeiro que fiz foi num café onde estava a ver o jogo do Sporting (já não me lembro contra quem), o resultado não me estava a agradar e voltei a minha atenção para algo mais de produtivo :)

2012.11 curtes

Durante um dia de folga em que o sol apareceu fugazmente, resolvi ir "esplanar-me" na Praça do Giraldo e desenhei mais uma vez a fonte Manuelina e o espaço envolvente. Foi um desenho rápido (salvo seja) em que não estive muito preocupado com as proporções mas que agora penso que podia ter feito de outra forma alguns traços que estão a mais. Mas este foi o segundo desenho com esta técnica e não posso exigir muito de mim nesta altura, tenho é que ir aprendendo com os erros:

2012.11 Igreja de Santo Antão (praça do Giraldo)

O seguinte foi feito em casa com mais tempo para pensar no que fazer e como o fazer e a coisa saiu muito melhor. Este desenho retrata um rapaz a mexer (afinar?) uma máquina (do tempo?) e foi uma bela experiência, retirei daqui umas boas ideias para o futuro:

2012.11 Time Machine

Continuando a minha senda de desenhar no interior dos cafés, para passar o tempo, enqunto bebo um cházinho, fiz o próximo no Spectus Bar onde já não entrava há algum tempo. Depois de terminado tive que oferecê-lo à dona do bar mas antes tirei-lhe uma fotografia para a posteridade :)

2012.11 Spectus Bar

E por fim fiz mais uma experiência algo abstracta com esta técnica. Às vezes gosto de fazer estes riscos, sem pensar em nada, e ver qual o resultado final. Umas vezes resultam, outras nem por isso...

2012.12 curtes 2

E por hoje é tudo!

Sem comentários:

Enviar um comentário